sexta-feira, 22 de fevereiro de 2008

Atenção: Perigo! «os bloguistas sofrem de apneia»



Alguém que muito prezo surpreendeu-me recentemente no meio do transcendente problema (ultima paixão) do «Cracking the sex code of John Maynard Keynes» verberando algumas das minhas atitudes e comportamentos que ela comparava a uma apneia obstrutiva. Palavra puxa palavra e o azedo da conversa chegou, óbvia e ligeiramente, ao tempo e importância excessiva que eu estaria a dar a meia dúzia de blogueiros, para além de 3 incipientes senhoras que também escrevem umas coisas nessas “prateleiras” electrónicas. Quem assim fala não é gaga, antes verbaliza todos estes sons em puro castelhano com acento cubano.
Qualquer intelectual da treta que tenha visto o filme sobre as lucubrações de John Nash e outras mentes brilhantes, percebe ou faz de conta, que a dedicação aos blogues e outros estudos científicos relacionados com a guerra fria são fruto de deficiências intimas que, salvo douta opinião (um doutor é um burro carregado de livros), nunca ou raramente devem ser partilhadas sem ser no sítio certo.

Tenho estado preocupado com a compra do BCP feita em bom tempo pela CGD e praticamente deixei de falar ao telemóvel com o meu compadre Joe Berardo. Outra vez a história da apneia a fazer-me zangar com o Comendador que me acusou, em quatro ou cinco sessões de formação (tipo coaching), de suspender o discurso a meio de uma interessantíssima discussão em torno das vantagens dos ‘offshore’ das Ilhas Diego Garcia sobre os novíssimos ‘offshore’ dos Ilhéus das Formigas, ali para os lados do actual campo de tiro da U.S. Air Force. Confesso que os debates com este homem da cultura me deixam um certo amargo de boca e um jeito para enviesar a favor do quadro maníaco depressivo, logo eu que sempre quis comprar a Mona Lisa e acabei por dormir mor das vezes com mulheres de grande peitaça. Enfim, ninguém é perfeito, deve ser dito publicamente que tenho aprendido muito com meu amigo JOE, não serei eu que vou desdenhar da Banca Madeirense, abri conta e tenho gravatas do Banif, continuarei a facturar a 80 € à hora, et voilá…

Regressando ao ponto de partida, é ponto assente que a “Teoria da influência da apneia sobre os bloguistas” encontrou grande receptividade na zoologia em geral e na etologia em particular, quando se percebeu que os blogueiros também “jogavam”, em muitos casos, de forma análoga aos académicos e outros mentirosos. Neste ponto, aliás como sempre ocorre em matéria de publicações científicas, tem havido uma mistura de conceitos cuja culpa assenta no facto desta gente ser oriunda de disciplinas diversas e mal sedimentadas – digo eu – o que dificulta a compreensão do todo ou seja, do universo dos blogues que se dedicam a ratar nas beiras da educação superior. Tanto quanto eu consigo chegar e não será muito, é possível que seja a Economia (“Teoria da Propensão”) a explicar o comportamento animal (Etologia) que, por esta ordem, explicaria o comportamento bloguístico (Antropologia, Jornalismo e Sociologia) que levaria a consequências no dia-a-dia mctésico (administração, economia, educação, estratégia, direito, pedagogia, and so on…).

Além da complexidade da educação superior em particular (porque é que o Politécnico de Lisboa faz melhor investigação que algumas Faculdades, por exemplo), existe um agravante gerado pelo facto do processo de Bologna ter vindo a ser estudado por grupos antagónicos. Os académicos da U.M. pertencem a uma espécie diferente dos que prepararam grandes e famosas teses de doutoramento nas margens do rio Mira, ou do rio Zêzere e por isso mesmo, frequentemente, não se compreendem uns aos outros. Aparte isto, quando os conceitos evolucionistas de Zé Mariano se incorporaram nesta salada, irrompendo por entre as Salinas de Aveiro (ou o que delas resta), volta à tona a polémica ética e religiosa com os criacionistas, adeptos de universidades lançadoras de cursos a granel e pagas per capita. Só para ilustrar de modo didáctico os que já se perderam nesta meada centrada naqueles que cultivam blogues, e segundo o «Livro Branco da Direcção Estratégica da Educação Superior». a apresentar em Março próximo na capital da Galiza do Sul, 57% dos doutorados por universidades portuguesas não acreditam que o doutoramento é uma evolução dos mestrados. Note-se que isto decorre do trabalho do Marquês de Pombal feito no século XVIII. Se Pombal ainda é polémico hoje em dia, imagine-se Regina, Virgílio, MJM, JCR, JG, JO, JVC, LN, VE e outros carolas.
Toda esta gente (e outra, ainda mais importante) escreve em blogs, simplesmente porque não tem outras ideias, para além de trespassar a educação inferior para os autarcas a preços da uva mijona, fazer fundações em terrenos alagadiços com recurso a argamassa na proporção de três de areia e um de água, e dizer mal do Governo. É por isso, por tudo isso e nada mais do que isso, que eu suspendo o discurso quando me passa pela cabeça que tenho qualquer coisa de interesse para dizer. Se isto não é apneia, então expliquem-se melhor do que têm tentado fazer ao longo dos últimos tempos.

3 comentários:

MJMatos disse...

Os meus cumprimentos à sua interlocutora que, por acaso, até pertence à mesma área científica em que me integro e com quem converso ocasionalmente nas minhas "escapadelas" à UA. Tenho a certeza de que prefiro aqueles que falam, mesmo com opiniões diversas da minha, do que os que nada dizem.

Rosa Silvestre disse...

Recomendações para pacientes com Apneia Obstrutiva:

perder peso
evitar álcool no mínimo quatro horas antes de dormir
evitar medicamentos sedativos do tipo hipnóticos, anti-alérgicos, anti-histamínicos, preferencialmente antes de dormir
evitar dormir de costas (barriga para cima)
evitar refeições pesadas antes de dormir
evitar bebidas cafeinadas no mínimo quatro horas antes de dormir (chá, café, chocolate)
evitar fumar no mínimo quatro horas antes de dormir
evitar comer no meio da noite
evitar privação de sono
procurar manter um horário relativamente constante para dormir e acordar
levantar a cabeceira da cama cerca de 15 a 20 centímetros
eventualmente, dormir sentado em uma poltrona
controlar infecções, inflamações, principalmente das vias aéreas
procurar seu médico otorrinolaringologista.

RS.

Regina Nabais disse...

Olá Alexandre,

Passei por este seu post, porque gosto sempre muito de ler o que escreve, mas também gosto de precisão. Quer dizer:

1- não estou convencida que haja apneia generalizada entre bloggers de ES. Em alguns casos, não todos certamente, são mesmo rosnos, e só se ficam pelos rosnos porque lhes afivelam o açaime.
2- Quanto às fundações, a argamassa de areia e água que referiu, para terras movediças é uma "argamassa rica" portanto resistente e segura, o que se tem usado, entre nós, são argamassas de brisa: 1/4 e água liofilizada e o resto de nada.

Abraço grande e, por favor, não se remeta ao seus "silêncios".